Degeneração macular

A Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) é uma doença que afeta a mácula, parte da retina responsável pela visão central, necessária para leitura, reconhecimento de pessoas, entre outros.¹ Atualmente, a DMRI é a principal causa de cegueira na terceira idade.¹

Existem dois tipos de DMRI:

DMRI SECA é a forma mais comum. Pequenos depósitos amarelos, chamados drusas, se acumulam sobre a mácula, matando as células responsáveis pela visão¹. Como consequência, o paciente tem a visão central afetada com o passar dos anos¹. A forma seca pode ainda mudar para a úmida¹.

DMRI ÚMIDA é a condição mais severa¹. Se não tratada, pode comprometer a visão central em um curto espaço de tempo¹. Ocorre quando vasos sanguíneos anormais começam a se formar na mácula, causando danos irreversíveis¹.

Alguns fatores de risco para a DMRI são:

IDADE: principal fator de risco para a degeneração macular, o processo de envelhecimento oferece risco de desenvolvimento da doença². 

GENÉTICA: pessoas com histórico familiar de DMRI têm maior risco de desenvolver a doença².

TABAGISMO: os fumantes estão expostos a um risco maior de desenvolver DMRI do que as pessoas que nunca fumaram ou que deixaram de fumar².

EXPOSIÇÃO EXCESSIVA À LUZ SOLAR: a incidência de raios ultravioletas no olho humano ao longo dos anos danifica a mácula, podendo levar à DMRI².

OBESIDADE: pessoas com excesso de gordura corporal, ou seja, com Índice de Massa Corporal (IMC) superior a 25, estão propensas a desenvolver a doença². 

Outros fatores de risco são: hipertensão arterial, aterosclerose e colesterol².

Referências bibliográficas: 1. Jonson E J. Age -related macular degeneration and antioxidant vitamins: recent findings. Current Opinion in Clinical Nutrition and Metabolic Care; 2010; 13:28-33. 2. Chakravarthy U, Wong T Y, Fletcher A, Piault E, Evans C, Zlateva G, Buggage R, Pleil A, Mitchell P. Clinical risk factors for age-related macular degeneration: a systematic review and mate-analysis. Chakravarthy et al. BMC Ophthalmology 2010, 10:31

Sintomas

Sintomas

Nos estágios iniciais, pode não haver sintomas¹. O oftalmologista geralmente percebe os primeiros sinais da doença durante um exame de rotina.

Em alguns casos pode-se observar:

  • Visão embaçada²; 
  • Área escura ou vazia no centro da visão²; 
  • Distorção de linhas retas²; 
  • Os pacientes podem apresentar dificuldades para dirigir, assistir à televisão, usar o telefone, ler e/ou reconhecer pessoas². 

Dependendo das áreas atingidas na mácula, a nitidez da visão é reduzida, tornando-se difícil ou impossível ler¹.

Referências bibliográficas:1. Jonson E J. Age -related macular degeneration and antioxidant vitamins: recent findings. Current Opinion in Clinical Nutrition and Metabolic Care; 2010; 13:28-33. 2. EUA. What is age-related macular degeneration? Disponível em http://www.blindness.org/macular-degeneration#symptoms. Acesso em 16 jun.2016

TRATAMENTO DA DMRI

TRATAMENTO DA DMRI

Hoje em dia existem opções terapêuticas. No entanto, o diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento. Consulte seu oftalmologista. Uma vez identificada a DMRI, o médico propõe uma alternativa de tratamento e passa a monitorar regularmente a visão do paciente, com o objetivo de controlar a progressão da doença.

Os suplementos de vitaminas e minerais são recursos valiosos que podem ser recomendados pelo médico.

PREVENÇÃO

PREVENÇÃO

 - Alimentação: estudos indicam que o consumo diário de carotenoides - pigmentos presentes em diferentes vegetais de folhas escuras - possui ação protetora da mácula1. Exemplo: espinafre, couve, chicória e agrião; laranja, limão e acerola; óleos vegetais, azeite e soja; manteiga, gérmen de trigo e vinagre; grãos de cereais, frutos do mar e ovos.

- Adote um estilo de vida saudável: Não fume, descanse o suficiente, use óculos de sol com filtro anti-UV, pratique exercícios regularmente e tenha uma dieta balanceada.

- Visite regularmente seu oftalmologista: O oftalmologista geralmente percebe os primeiros sinais da doença durante um exame de rotina.  Para saber mais sobre prevenção e tratamento da DMRI, consulte o seu oftalmologista. Ele poderá ajudá-lo a preservar a saúde dos seus olhos.

Referência bibliográficas: 1. Krinsky NI, Landrum JT, Bone RA. Biologic mechanisms of the protective role of lutein and zeaxanthin in the eye. Annu Rev Nutr 2003; 23:171-201. 2. Age-Related Eye Disease Study Group. A randomized, placebo-controlled, clinical trial of high-dose supplementation with vitamins C and E and beta carotene for age-related cataract and vision loss: AREDS.Arch Ophthalmol. Report nº.8, 2011;119:1417-36. 

Perguntas?

Online Beratung - form

Online Beratung - page
Checkboxes
Disclaimer*